Como manter o gramado sempre bonito

martin-knize-38234-unsplashVocê provavelmente já ouviu a expressão “a grama do vizinho é sempre mais verde do que a minha”. Se essa afirmativa é literalmente uma realidade na sua vida, hoje vamos dar algumas recomendações muito importantes para você manter seu gramado sempre verde, bonito e saudável independentemente da época do ano. Hoje em dia ter um gramado em casa não é tão comum, uma pena, já que une um espaço para lazer e união, com uma ótima opção de decoração e paisagismo. Anote essas dicas que vão te auxiliar no cuidado de sua área verde. 

  • Existem inúmeros tipos de grama, por isso, estar atento às peculiaridades de cadanagesh-badu-690393-unsplash espécie é essencial, já que é a partir daqui que você vai saber qual o tipo de solo e clima ideal, quantidade correta de irrigação e poda, de maneira que seus cuidados serão adequados a cada especificidade.
  • A poda e a limpeza são fundamentais para a saúde do jardim. É importante que você esteja atento para não deixar o gramado muito grande, porque fica com um aspecto não saudável, nem aparar com muita frequência para que pragas e fungos não comecem a se proliferar. A altura ideal vai depender da espécie plantada. Além disso, a retirada das folhas secas é essencial para o bom desenvolvimento do gramado, já que o acúmulo dessas colabora muito para o aparecimento de fungos e doenças que são muito prejudiciais para sua área verde. Existe uma variedade grande de utensílios que podem te auxiliar nesta tarefa, uma boa dica é optar por vassouras reguláveis que podem se adequar ao tipo de grama e ao tamanho do seu espaço.
  • Muitos erros são cometidos no momento de adubar e irrigar o gramado. Por maisirene-davila-198059-unsplash que não pareça, é necessário alimentar sua grama com um adubo específico para seu fortalecimento. Muitas pessoas acreditam que utilizar esterco é um bom método, mas há um grande equívoco aqui, já que favorece o surgimento de ervas daninhas que são muito prejudiciais. Escolha adubos orgânicos ou químicos, tendo em mente que um solo rico em potássio e nitrogênio favorece o crescimento forte. É recomendado que este procedimento seja feito duas vezes ao ano, durante as estações mais quentes. Além disso, as irrigações devem ser adequadas à espécie e ao local em que foi plantada, quanto maior a incidência solar, mais frequentes serão as regas. Escolha regar nos momentos mais frescos do dia. Você pode optar por irrigadores e aspersores que se adéquem perfeitamente ao tamanho do seu gramado.
  • Um dos erros mais comuns é aplicar pesticidas e formicidas no gramado. São stas-ovsky-77922-unsplashprodutos químicos que danificam muito a raiz da planta, além de serem muito prejudiciais para a saúde humana.
  • Procure tratar sua grama com alternativas naturais, mas não hesite em procurar um especialista para lidar com o surgimento de pragas ou doenças que algumas vezes podem exigir soluções mais elaboradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *